Medicina intervencionista da dor

O último século foi marcado por grande desenvolvimento e progresso no tratamento da dor crônica, especialmente no âmbito das técnicas intervencionistas. Importante destaque pode ser dado à evolução da medicina intervencionista da dor, definida como parte da medicina voltada para o diagnóstico e tratamento da dor com utilização de técnicas intervencionistas (procedimentos minimamente invasivos), sendo aplicadas para tratamento de dores agudas e crônicas.

Define-se como técnica intervencionista os procedimentos minimamente invasivos, como depósito de medicamentos em um determinado alvo por meio de agulha, ablação de nervos, e alguns procedimentos cirúrgicos como discectomia e implantação de dispositivos de infusão intratecal e estimulação medular.

O uso da radioscopia para a realização desses procedimentos aumentou exponencialmente, pricipalmente a partir de 2005, com o desenvolvimento de novas técnicas e reconhecimento de novos alvos. Nos últimos anos o uso da ultrassonografia veio ganhando destaque, principalmente no que diz respeito a bloqueios musculoesqueléticos, onde sua superioridade é indiscutível. Com isso, mudou-se também a forma de enxergarmos as patologias, suas causas e tratamentos.

Na Lotus Medicina da Dor dispomos de uma equipe especializada em medicina intervencionista da dor, dedicada exclusivamente ao atendimento desse tipo de paciente.